ENSINO SUPERIOR | Repasse do reajuste é obrigatório

ENSINO SUPERIOR | Repasse do reajuste é obrigatório

Com a publicação da sentença do julgamento do dissídio coletivo de greve do Ensino Superior, as Instituições de Ensino Superior privadas são obrigadas a repassar o reajuste de 10,78% retroativo a Março de 2022.
O Sinprosasco já notificou as faculdades e está de olho para garantir o pagamento dos professores.

A sentença, uma vez publicada, tem força de lei e ainda que as mantenedoras recorram da decisão, devem cumprir com as decisões do julgamento. Isso vale para o repasse do reajuste, para a estabilidade de 90 dias e para a manutenção das cláusulas sociais pelos próximos quatro anos.

No seu julgamento, os desembargadores do TRT decidiram que professoras, professores e pessoal administrativo no Ensino Superior na base dos sindicatos integrantes da Fepesp devem ter seus salários reajustados em 10,78%. O reajuste deve ser aplicado de forma retroativa a partir de 1º de março deste ano.

Considerando 8 meses (março a outubro) e férias, as diferenças salariais retroativas equivalem a 89,83% do salário de fevereiro/2022 – quase um 14º salário!

Os salários de novembro devem vir já reajustados. Juridicamente, tudo pode ser pago no 5º dia útil de dezembro. A metade do 13º salário, a ser paga em 30/11, também deve também vir reajustada.

Se você não recebeu o reajuste, avise o Sindicato!

Fonte: FEPESP

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

×